Terça-feira, 21 de Junho de 2005

Luz Branca...

As paredes estão ainda quentes
Os cães ladram à minha janela aberta
Mas suporto-os para te ver.
Num céu negro, feito breu
Voas tu, minha lua, alta, branca.
Como uma esperança na escuridão
Um buraco de luz no tudo que engole o dia.

Não há uma única estrela no céu
Envergonhadas com a tua nocturna luz solar
Não poderá existir alguma como tu
Nenhuma outra ousa sequer tentar em mim.
Mesmerizas a Terra com uma Luz
Que não será tua, mas que tua tornas.
És cristal sobre carvão.
pintado por Trovador às 18:40
link do post | comente | favorito
|

.pesquisar

 

.Outubro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Recentes viagens

. Tenho que desistir...

. Regresso à Musa...

. O Nosso Mundo...

. Em Cheio!!!

. Excuse me...

. Vindo das brumas...

. Replay...

. Parteiro...

. Aluno sem mestre...

. Serenata...

.Viagens antigas

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos

blogs SAPO

.subscrever feeds